31/12/2011

Sinais Vitais

A temperatura corporal, o pulso, freqüência respiratória e a pressão sanguínea arterial (PA) são chamados de sinais vitais.

Temperatura Corporal

O termo temperatura corporal refere-se ao calor do organismo, a temperatura externa costuma ser inferior à temperatura interna.

No caso de adultos saudáveis, a temperatura externa costuma variar entre 35,8°C a 37,4°C, ao passo que a temperatura interna varia entre 36,6ºC a 37,5ºC.

O calor corporal é basicamente produzido pelo exercício e pelo metabolismo alimentar realizado pelo organismo. É perdido calor através da pele, dos pulmões e dos produtos que o organismo rejeita através de processos de radiação, condução, convexão e evaporação.

  • Regulação da temperatura

O hipotálamo constitui o centro da regulação da temperatura

  • Fatores que afetam a temperatura corporal

Idade: Os bebês e os idosos possuem maior dificuldade para manter a temperatura normal do organismo.

Gênero: As mulheres em idade reprodutiva demonstram uma pequena elevação na temperatura corpórea durante a ovulação.

Exercício e atividade: Tanto o exercício quanto a atividade, envolvem contração muscular; o qual produz calor no corpo.

Ritmo circadiano: Os ritmos circadianos são mudanças fisiológicas, como flutuações na temperatura do corpo outros sinais vitais, que fecham um ciclo a cada 24 horas.

Emoções: As emoções podem afetar a taxa metabólica, influenciando as mudanças hormonais através das vias simpática e parassimpática do sistema nervoso autônomo.

Doença ou lesão: Doenças, disfunções ou lesões que afetam o funcionamento do hipotálamo podem ativar a temperatura do corpo.

Drogas: Algumas drogas afetam a temperatura corporal, aumentando ou reduzindo a taxa metabólica e as necessidades energéticas do organismo.

  • Locais de medida

A temperatura do corpo costuma ser medida na boca, axila, reto e na orelha.

A temperatura corporal é entendida como elevada quando ultrapassa 37,4° C. Uma pessoa com febre está febril, em oposição à pessoa afebril, sem febre.

A hipertermia, por sua vez, é um estado em que a pessoa possui uma temperatura interna bastante elevada, comumente ultrapassando 41°C

Uma temperatura corporal inferior a 35°C é chamada de hipotermia.

Pulso

O pulso é uma sensação ondular que pode ser palpada em uma das artérias periféricas. É produzido pelo movimento do sangue durante a contração do coração.

A freqüência da pulsação é o número de pulsações periféricas palpadas a cada minuto.

  • Fatores que afetam a freqüência cardíaca e de pulsação

idade; gênero; exercício e atividade;

ritmo circadiano; complicação física; estresse e emoções;

temperatura do corpo, volume sanguíneo; drogas.

  • Freqüência da pulsação rápida:

Taquicardia – é o termo utilizado para descrever uma pulsação cardíaca elevada. As freqüências de pulsação cardíaca podem ultrapassar 150 batimentos por minuto.

  • Freqüência de pulsação lenta:

Bradicardia – é o termo utilizado para descrever uma taxa cardíaca lenta

Ritmo do pulso:

Refere-se ao padrão das pulsações e das pausas entre elas. Pode ser regular ou irregular chamada de arritmia ou disritmia.

  • Locais para exame;

Os locais para exame de pulsação são coletivamente denominados pulsos periféricos.

Locais de pulsação periférica: temporal, carotídeo, braquial, radial, femoral, poplítea, tibial posterior, pediosa dorsal do pé.

Respiração

Respiração é um termo que se refere à troca de oxigênio e de dióxido de carbono. Ventilação, por outro lado, é o movimento do ar que entra e sai do peito. Inalação ou inspiração é o ato de inspirar o ar, exalação ou expiração é o ato de expirar o ar, ou seja, colocar ar para fora.

Freqüência respiratória (FR): é a quantidade de respiração que acontece em um minuto.

Padrões respiratórios característicos anormais:

Hiperventilação: É o termo que descreve uma respiração rápida ou profunda ou ambas

Hipoventilação: descreve um estado em que há um volume insuficiente de ar que entra e sai dos pulmões.

Dispnéia: é um respirar difícil ou trabalhoso quase sempre acompanhado de uma respiração rápida, uma vez que os pacientes trabalham para melhorar a eficiência de sua respiração.

Ortopneia: É um tipo de respiração facilitada pelo sentar-se ou levantar-se

Apneia: refere-se à ausência de respiração.

Pressão Sanguínea

É a força exercida pelo sangue no interior das artérias

  • Fatores que afetam a pressão sanguínea

Idade: a pressão sanguínea tende a aumentar com a idade devido à arteriosclerose, processo em que as artérias perdem a elasticidade e ficam mais rígidas e a aterosclerose, processo em que as artérias estreitam devido a depósito de gordura.

Ritmo circadiano: a pressão do sangue tende a ficar mais baixa após a meia-noite começando a elevar-se em torno de quatro ou cinco horas da manhã; seu auge é atingido durante o final da manhã ou início da tarde.

Gênero : as mulheres tendem a ter pressão sanguínea mais baixa do que os homens da mesma faixa etária.

Exercício ou atividade: a pressão do sangue aumenta durante períodos de exercício e de atividade. Exercícios regulares, no entanto, ajudam a manter a pressão sanguínea em níveis normais.

Emoções e dor: experiências emocionais e dores fortes tendem a fazer com que a pressão do sangue se eleve devido á estimulação do sistema nervoso simpático.

Pressão sanguínea alta é chamada de hipertensão e existe quando a pressão sistólica ou a diastólica ou ambas permanecem acima dos limites normais se for elevado em conta a idade do indivíduo.

Medidas de pressão alta costumam estar associadas a:

* ansiedade

*obesidade

*doenças vasculares

* AVC

* falência cardíaca

*doenças renais

A pressão baixa é chamada de hipotensão. Ocorre quando as medidas da pressão do sangue situam-se abaixo dos dados da pressão sistólica normal em relação à idade da pessoa.

Medidas de pressão baixa podem ser indicação de:

* choque

*hemorragias

*efeitos secundários de drogas

A hipotensão postural ou ortostática é uma queda repentina, embora temporária da pressão sanguínea quando a pessoa se levanta, após estar reclinada.

TAGS: sinais vitais

Comentários (2)

José Mauro pinheiro Rodrgues
José Mauro pinheiro Rodrgues Criado em 16/02/2014, 19:08h

Não existe um só fator para elevar a pressão, são vários até mesmo o emocional.


Venancio Candumba Suca
Venancio Candumba Suca Criado em 16/03/2014, 07:25h

A febre continua é aquela q começa no dia e continua.


Notícias relacionadas

Acompanhe o Enfermagem e Saúde