Questões de Neonatologia - Pediatria

Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Terapia Intensiva Neonatal - Órgão: EBSERH - Banca: IBFC - Ano: 2013

Os recém-nascidos que têm frequência cardíaca abaixo de 60 batimentos por minuto, depois de 30 segundos de ventilação com pressão positiva com oxigênio suplementar, provavelmente têm níveis muito baixos de oxigênio no sangue. Como resultado disto, o miocárdio fica deprimido e não é capaz de bombear o sangue comforça suficiente até os pulmões para sua oxigenação, sendo necessário iniciar massagem cardíaca. Analise as afirmações a seguir e assinale a alternativa correta com relação à massagem cardíaca.

I. A compressão do tórax deve ser realizada no terço inferior do esterno, logo abaixo da linha intermamilar.

II. A profundidade a ser alcançada com a pressão deve ser de, aproximadamente, um terço do diâmetro ântero-posterior do tórax.

III. A compressão torácica deve ser sempre acompanhada de ventilação com pressão positiva.

IV. A massagem e a ventilação devem ser sincronizadas em uma relação de 1:1. 

Estão corretas as afirmativas:

 

  • a) I, II e III apenas.
  • b) II, III e IV apenas.
  • c) I, II e IV apenas.
  • d) I, III e IV apenas.

Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Terapia Intensiva Neonatal - Órgão: EBSERH - Banca: IBFC - Ano: 2013

O índice de Apgar quantifica e resume a resposta do recém-nascido ao ambiente extra uterino. Deve seravaliado no primeiro e no quinto minutos após o nascimento. Quando necessário, devem-se repetir contagens adicionais a cada cinco minutos, até o 20ºminuto. Analise as afirmações a seguir e assinale aalternativa correta.

I. O índice de Apgar é utilizado para determinar a indicação e as ações de reanimação que o recém-nascido irá receber.

II. A cada um dos sinais avaliados na composição do índicede Apgar é atribuído um valor que varia entre 0 (piorsituação) e 2 (melhor situação).

III. Os sinais avaliados para compor o índice de Apgar são: frequência cardíaca, respiração, tônus muscular, irritabilidade reflexa e coloração.

IV. Recém-nascido que recebe pontuação do índice de Apgarigual a dez (10) apresenta-se corado, com frequênciacardíaca maior que 100 batimentos por minuto, boarespiração, movimentos ativos de pernas e braços e tosse, espirro ou choro ao ser estimulado.

Estão corretas as afirmativas:

 
  • a) I, II e III apenas.
  • b) II, III e IV apenas.
  • c) I, II e IV apenas.
  • d) I, III e IV apenas.

Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Terapia Intensiva Neonatal - Órgão: EBSERH - Banca: IBFC - Ano: 2013

Considere um recém-nascido com as seguintes características no momento do parto: idade gestacional = 34 semanas; peso = 1500 gramas e posição no gráfico de peso por idade gestacional = abaixo do percentil 10 (p10). Analiseas afirmações a seguir e assinale a alternativa correta.

I. Trata-se de recém-nascido pré-termo.

II. Trata-se de recém-nascido com peso adequado para aidade gestacional.

III. Trata-se de recém-nascido de baixo peso.

IV. Trata-se de recém-nascido pequeno para a idadegestacional.

Estão corretas as afirmativas:

 

  • a) I, II e III apenas.
  • b) II, III e IV apenas.
  • c) I, II e IV apenas.
  • d) I, III e IV apenas.

Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Terapia Intensiva Neonatal - Órgão: EBSERH - Banca: IBFC - Ano: 2013

A Vigilância do Desenvolvimento Infantil compreende todas as atividades relacionadas à promoção do desenvolvimento normal e à detecção de problemas no desenvolvimento, durante a atenção primária à saúde da criança. É um processo contínuo, flexível, podendo envolver informações dos profissionais de saúde, pais, professores e outros. Com relação ao desenvolvimento infantil de crianças menores de um mês, esperam-se as seguintes reações:

 

  • a) Colocada em superfície plana e de barriga para cima, movimenta ativamente os membros; tem capacidade de observar um rosto a 30 centímetros dos seus olhos, de emitir sons e de virar a cabeça, quando colocada de bruços.
  • b) Colocada em superfície plana e de barriga para cima, movimenta ativamente os membros e a cabeça; tem capacidade de acompanhar a movimentação da mãe, de reagir ao som e de elevar a cabeça, quando colocada de bruços.
  • c) Colocada em superfície plana e de barriga para cima, mantém pernas e braços fletidos e cabeça lateralizada; tem capacidade de acompanhar a movimentação da mãe, de emitir sons e de virar a cabeça, quando colocada de bruços.
  • d) Colocada em superfície plana e de barriga para cima, mantém pernas e braços fletidos e cabeça lateralizada; tem capacidade de observar um rosto a 30 centímetros dos seus olhos, de reagir ao som e de elevar a cabeça, quando colocada de bruços.

Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Terapia Intensiva Neonatal - Órgão: EBSERH - Banca: IBFC - Ano: 2013

A Portaria nº 930 do Ministério da Saúde do Brasil, de 10 de maio de 2012, define as diretrizes e objetivos para a organização da atenção integral e humanizada ao recém-nascido grave ou potencialmente grave e os critérios de classificação e habilitação de leitos de Unidade Neonatal no âmbito do Sistema Único de Saúde.De acordo com essa Portaria, a equipe de enfermagem de uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal Tipo II deve ser composta, no mínimo, por:

 
 
  • a) Um enfermeiro coordenador, com jornada horizontal diária de 8 horas, com habilitação em neonatologia ou no mínimo dois anos de experiência profissional comprovada em terapia intensiva pediátrica ou neonatal; um enfermeiro assistencial para cada dez leitos ou fração em cada turno e um técnico de enfermagem para cada dois leitos em cada turno.
  • b) Um enfermeiro coordenador, com jornada horizontal diária de 8 horas, com habilitação em neonatologia ou no mínimo dois anos de experiência profissional comprovada em terapia intensiva pediátrica ou neonatal; um enfermeiro assistencial para cada cinco leitos ou fração em cada turno e um técnico de enfermagem para cada três leitos em cada turno.
  • c) Um enfermeiro coordenador, com jornada horizontal diária de 6 horas, com habilitação em neonatologia ou no mínimo um ano de experiência profissional comprovada em terapia intensiva pediátrica ou neonatal; um enfermeiro assistencial para cada dez leitos ou fração em cada turno e um auxiliar de enfermagem para cada três leitos em cada turno.
  • d) Um enfermeiro coordenador, com jornada horizontal diária de 8 horas, com especialização em terapia intensiva ou cuidado a pacientes críticos; um enfermeiro assistencial para cada oito leitos ou fração em cada turno e um técnico de enfermagem para cada dois leitos em cada turno.

Acompanhe o Enfermagem e Saúde