Nível Superior - Cargo: Enfermeiro (Urgência) - Orgão: - Banca: PUC/PR - Ano: 2012

Paciente de 65 anos, vindo da unidade de dortorácica pós-infarto extenso, chega com queixa dedor no peito com melhora (escala de dor 6/10). Como sua dor  apresentou melhora, incomoda-se com o fato de ter que realizar cateterismo. Seu exame físico apresenta: PA – 150/100 mmHg, FC 100 bpm, FR –28 mrp e T 36,8ºC, com obesidade e melhora da dor (4/10). Fumante há 40 anos e hipertenso, nega etilismo e diabetes, está ansioso, dispnéico; ausculta cardíaca - bulhas rítmicas, hipofonéticas em focomitral; ausculta pulmonar – movimentos ventilatórios presente bilateral com diminuição em base em relação a direita e creptos médios. Abdômen globosoindolor a palpação; MMSS - pulso radial filiforme erítmico; MMII apresenta varizes de MID com edema de declive – e dermatite ocre. Com relação ao caso, identifique os diagnósticos de enfermagem porprioridade.  


Segundo NANDA (2005-2011):

  • a) Ventilação espontânea prejudicada, dor aguda, ansiedade, débito cardíaco diminuído.
  • b) Débito cardíaco diminuído, dor aguda, ansiedade, ventilação espontânea prejudicada.
  • c) Ansiedade, dor aguda, ventilação espontânea prejudicada, débito cardíaco diminuído.
  • d) Dor aguda, ansiedade, ventilação espontânea prejudicada, débito cardíaco diminuído.
  • e) Dor aguda, débito cardíaco diminuído, ventilação espontânea prejudicada, ansiedade.

Comentários da Questão (1)

vanilsa gomes
vanilsa gomes Criado em 24/01/2014, 01:07h

Diagnóstico de risco? pensei que só poderia ter um diagnóstico. demais seriam fatores e evidenciada pelos sintomas.


Acompanhe o Enfermagem e Saúde